Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Escola municipal alfabetiza estudantes com atividades do Setembro Amarelo
Início do conteúdo da página

Escola municipal alfabetiza estudantes com atividades do Setembro Amarelo

Criado: Terça, 28 de Setembro de 2021, 19h21 | Publicado: Terça, 28 de Setembro de 2021, 19h21 | Última atualização em Terça, 28 de Setembro de 2021, 20h39

Instituição localizada na zona rural de Goiânia desenvolve práticas multidisciplinares de alfabetização com foco na valorização da vida

setembro amareloA Escola Municipal GO-04, localizada na zona rural de Goiânia, alfabetiza os estudantes com atividades dentro do contexto do Setembro Amarelo. Com práticas e um planejamento multidisciplinar, o corpo docente da instituição promove atividades de literatura, gramática, contação de histórias e oralidade baseadas na valorização da vida e prevenção de violência.


A coordenadora pedagógica da instituição, Agda Azevedo, conta como e qual a importância de desenvolver esse tipo de trabalho na escola, ainda mais no período pós-pandêmico, no qual o isolamento social e o ensino remoto causaram prejuízos a estudantes e famílias. Ela conta que há episódios de violência em algumas famílias e é papel da escola acolher e amparar o aluno, bem como identificar previamente situações violentas.


“Estamos seguindo a política do plano de prevenção da SME. Estamos desenvolvendo a alfabetização, maratonas do conhecimento, e os alunos trazem dificuldades por conta do isolamento social severo, tanto eles quanto às famílias. Isso desencadeou uma série de problemas, por isso temos que propor atividades integradas dentro da escola. Temos um cronograma sequencial de projetos, como atividades de soletrando, literatura voltada para saúde mental, processo de escuta dos alunos e o desenvolvimento de habilidades sociais”

“A gerência faz um plano de ação para que possamos orientar nossos servidores a identificar as crianças que são vítimas de violência. Essa formação não é feita somente no mês de setembro, mas em todo o ano, cotidianamente, para que possamos eliminar o índice de vítimas”, conta Adlai Rodrigues, gerente de Inclusão, Cidadania e Diversidade da Secretaria Municipal de Educação. É papel da SME dar mecanismos para professores, diretores, coordenadores e demais servidores identificarem uma situação de violência e dar os encaminhamentos devidos.

Planejamento para 2022

Para o próximo ano, a Gerência de Inclusão, Cidadania e Diversidade da SME já elaborou um cronograma com diversas ações acerca do tema, sempre envolvendo a intersetorialidade, com um trabalho em conjunto com o Conselho Tutelar e a Secretaria Municipal de Saúde. Neste planejamento, está prevista a realização de rodas de conversas, palestras e seminários.


Núbia Alves, da Editoria de Educação

Fotos: Laís Borges

registrado em:
Fim do conteúdo da página