Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Mesmo com volta às aulas, Prefeitura de Goiânia mantém distribuição de kits de alimentação
Início do conteúdo da página

Mesmo com volta às aulas, Prefeitura de Goiânia mantém distribuição de kits de alimentação

Criado: Sexta, 10 de Setembro de 2021, 19h59 | Publicado: Sexta, 10 de Setembro de 2021, 19h59 | Última atualização em Sexta, 10 de Setembro de 2021, 19h59

Entrega dos itens alimentícios começa a ser realizada na próxima segunda-feira (13/9). Programa tem a missão de garantir a segurança alimentar das crianças matriculadas na Rede Municipal de Ensino

kitalimentaçãoMesmo com a retomada das atividades nas unidades de ensino, a Prefeitura de Goiânia seguirá cuidando da comunidade escolar com a distribuição de kits de alimentação. Na próxima segunda-feira (13/09), a Secretaria Municipal de Educação (SME) inicia a entrega, de forma escalonada, dos itens referentes ao mês anterior. Como as aulas começaram apenas no dia 16 de agosto, todos os 108 mil alunos da rede terão direito ao kit.

As entregas estão sendo organizadas pelas próprias instituições e seguirão até o dia 24 deste mês. A orientação é de que os alunos e seus responsáveis aguardem o contato dos profissionais da Rede Municipal de Ensino, via telefone ou redes sociais, para que possam retirar os kits. Para a aquisição dos itens, a SME repassou recursos financeiros de forma descentralizada às unidades, que foram responsáveis por comprar, montar e distribuir os kits padronizados pelos nutricionistas da pasta.

Para o secretário municipal de Educação de Goiânia, professor Wellington Bessa, os kits ofertados têm a missão de garantir a segurança alimentar das crianças neste momento de grandes desafios para as famílias da capital. “Percebemos que esse investimento é muito importante para as famílias dos alunos matriculados em nossa rede, sobretudo porque muitas pessoas perderam o emprego e porque a alimentação preparada em nossas instituições é balanceada com cardápios pensados por especialistas”, explica.

Na lista de itens que serão entregues às famílias estão alimentos como arroz, feijão, macarrão, farinha de milho flocada, leite e sardinha e foram adquiridos com recursos Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). As entregas seguirão todos os protocolos de prevenção à Covid-19 e serão acompanhadas pela Superintendência de Gestão da Rede e Inovação Educacional da SME.

Preocupação permanente

Desde o início do ano, a gestão municipal já investiu mais de R$ 14 milhões no programa e disponibilizou 540 mil kits de alimentação escolar. Segundo o prefeito Rogério Cruz, o projeto é fundamental para garantir que as famílias vivam com mais dignidade. “Por isso, a continuidade desse programa é tão importante. Com o retorno das atividades presenciais em um formato híbrido e escalonado, muitas crianças ainda passam semanas alternadas em casa. Neste cenário, o poder público tem que cuidar de quem está em sala de aula e de quem está em casa”, afirma.

No primeiro semestre, a SME realizou três entregas dos kits de alimentação. Agora, a previsão é de que cinco remessas sejam realizadas pelas instituições de ensino. Para os próximos meses, a pasta ainda avalia os critérios técnicos para a distribuição dos itens.

Thiago Araújo, da editoria de Educação

registrado em:
Fim do conteúdo da página