Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Rogério Cruz articula a destinação de recursos para construção e reforma de escolas de Goiânia
Início do conteúdo da página

Rogério Cruz articula a destinação de recursos para construção e reforma de escolas de Goiânia

Criado: Quarta, 09 de Junho de 2021, 18h04 | Publicado: Quarta, 09 de Junho de 2021, 18h04 | Última atualização em Quarta, 09 de Junho de 2021, 18h22

Reunião, que ocorreu em Brasília, definiu os projetos que serão incluídos no Plano de Ações Articuladas 4, mecanismo do Governo Federal que possibilita a captação de recursos para a área da Educação

WhatsApp Image 2021 06 09 at 14.08.52 1A reforma e ampliação de 170 instituições de ensino e a construção de quatro novas escolas de tempo integral foram pauta de uma reunião nesta quarta-feira (9/6), em Brasília, entre o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, o secretário municipal de Educação, professor Wellington Bessa, e representantes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Na ocasião, foram discutidos os projetos que serão incluídos no Plano de Ações Articuladas 4 — mecanismo do Governo Federal que visa melhorar as redes de ensino dos municípios brasileiros e possibilitar a captação de recursos para o setor. Entre as principais ações que foram discutidas pelo prefeito Rogério Cruz estão ainda a construção de 20 creches, 20 laboratórios de robótica, 15 quadras poliesportivas e a aquisição de 10 mil tablets.

Ao diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Gabriel Medeiros Vilar, o chefe do Executivo goianiense apresentou as potencialidades de Goiânia na área da Educação e afirmou que a atual gestão está empenhada em revolucionar o ensino público da capital.

“Acredito que a melhor forma de impactar positivamente a Educação de Goiânia é investindo na reforma e construção de novas escolas. Inclusive, nesta semana, liberamos os recursos do programa Escola Viva para todas as instituições. Isso significa que todas as unidades receberam investimentos para realizar reparos e reformas imediatas. Agora, queremos ampliar o volume de investimentos com recursos federais", disse Rogério Cruz.

Os estudos iniciais apontam que a reforma de cada instituição terá custo médio de R$ 2 milhões, totalizando cerca de R$ 340 milhões somente para aBrasília reestruturação das unidades. Os recursos viriam do FNDE e do Tesouro Municipal. Em seguida, os gestores discutiram a construção de 4 escolas modelo que devem contar com 25 salas de aula, sala de música, quadra poliesportiva com arquibancadas e palco, campo society com alambrado e arquibancada, pista de corrida e piscina.

As unidades, segundo o secretário municipal de Educação, professor Wellington Bessa, devem beneficiar regiões periféricas da capital, como Vera Cruz, Madre Germana e o entorno do Paço Municipal. "Além de ampliar o número de vagas nas unidades já existentes, estamos trabalhando para construir novas escolas e zerar o déficit na Educação Infantil. O objetivo da atual gestão é elevar o ensino público de Goiânia a outro patamar. Seremos referência para o Brasil em gestão educacional", afirmou.

Além da presença de representantes do FNDE e da Prefeitura de Goiânia, incluindo a participação da titular da Secretaria de Relações Institucionais, Valéria Petersen, a reunião contou com a presença de Elias Tavares e do deputado estadual Jefferson Rodrigues.

Thiago Araújo, da Editoria de Educação

Fotos: Jackson Rodrigues

registrado em:
Fim do conteúdo da página