Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Educação realiza ação contra desperdício de alimentos
Início do conteúdo da página

Educação realiza ação contra desperdício de alimentos

Criado: Quarta, 29 de Setembro de 2021, 23h04 | Publicado: Quarta, 29 de Setembro de 2021, 23h04 | Última atualização em Quarta, 29 de Setembro de 2021, 23h04

Iniciativa foi realizada na Escola Municipal Pedro Gomes de Menezes. Evento fez parte de campanha de conscientização sugerida pela ONU

desperdícionãoA Prefeitura de Goiânia promoveu, nesta quarta-feira (29/08), uma ação contra o desperdício de alimentos na Escola Municipal Pedro Gomes de Menezes. O evento contou com a participação do secretário municipal de Educação, Wellington Bessa, e da equipe do Projeto Horta Escolar. O projeto integrou ações da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Durante a iniciativa, os alunos da instituição assistiram à apresentação de colegas que recitaram a poesia “Desperdício? Aqui Não!”, criada pela professora Liliane Tosta, especialmente para o evento. Os contadores de histórias Omelete e Alexandre também prepararam um número especial de conscientização. A tarde foi finalizada com o plantio de novas mudas de hortaliças com a equipe do projeto Horta Escolar.

Em seguida, o secretário Wellington Bessa destacou a importância de ensinar sobre o desperdício de uma forma lúdica para que os estudantes possam levar esses ensinamentos para casa. “Temos, em nosso quadro, profissionais qualificados que já trabalham ações como essas. Nosso objetivo principal é conscientizar a população sobre o desperdício de alimentos diante de uma parcela significativa de pessoas que estão submersas no mapa da fome”, pontuou.

A nutricionista da rede municipal de ensino Nair Augusta ressaltou que esse tema precisa ser pensado por toda a população. “Há várias ações nas escolas, como o projeto Horta Escolar, que ensina sobre o valor nutricional dos alimentos e como aproveitar as verduras e legumes ao máximo. Por exemplo: a cenoura e a beterraba podem ter suas folhas utilizadas na alimentação. É isso que a comunidade precisa compreender”, afirmou.

A merendeira da unidade, Vanessa Tavares, conta que uma das ações para evitar o desperdício é a contagem dos alunos antes de preparar o alimento e assim é calculado a quantia suficiente. “Além disso, temos a Horta Escolar, que garante alimentos frescos, saudáveis e completamente aproveitados que são utilizados na merenda das crianças”, disse.

A pequena Isabely de Jesus Lima, 7 anos, assistiu às apresentações e contou que já aprendeu com a mamãe que não pode desperdiçar comida, “porque têm muitas crianças que não têm o que comer em casa”. “Temos que comer verduras, plantar e não desperdiçar nenhum tipo de alimento”, comentou.

Adriene Bastos, da editoria de Educação

Foto: Andréia Barra 

registrado em:
Fim do conteúdo da página